Blog

Confira o destaque de Os Dois Violeiros: voz poderosa e precisão

Música
16.11.2015

Guilherme e João Paulo têm uma paixão em comum: a viola. Os dois compõem a dupla Os dois Violeiros, que surgiu no ano de 2010, em Campo Grande – MS (celeiro musical sertanejo da atualidade).

O nome foi sugestão de Felipe, da dupla Felipe & Falcão, para retratar um estilo romântico, alegre e moderno, mas sem perder a essência clássica do sertanejo.  Entre as principais influências estão Tião Carreiro e Pardinho, Milionário e José Rico, Peão Carreiro & Zé Paulo, Mato Grosso e Mathias e os padrinhos Felipe & Falcão.

Para facilitar a logística dos cerca de 10 shows mensais, mudaram para o interior de São Paulo, Jundiaí. De lá, se deslocam com seus músicos para Espírito Santo, Minas Gerais, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins e mais paragens deste Brasil afora.

Guilherme Freitas, conhecido também como Guilherme Violeiro é radialista por formação e chegou a trabalhar na rádio Arena.  Hoje o foco é total nos trabalhos da dupla. Nas horas vagas, arrisca fazer pratos especiais como moqueca de pintado. Já João Paulo, trabalhava em uma companhia de energia elétrica e tocava à noite. Antes do sertanejo, era fã de rock.

Os dois brincam que são parecidos em tudo, mas a maior semelhança é a paixão pela viola que vem de longe. Guilherme aprendeu as primeiras notas com o padrinho e depois sozinho. João sempre escutou a mãe tocar viola. Está no sangue. Confira abaixo um vídeos dos violeiros tocando em visita à Brasil Cowboy.

A dupla vem de uma longa jornada premiada em mais de 60 festivais pelo Brasil. Os dois ganharam fama no palco do programa Terra da Padroeira (TV Aparecida), além de se apresentarem em programas como Viola Minha Viola, sob o comando da saudosa Inezita Barroso; Programa Som e Sabor do Brasil (Rede TV), entre outros.

A dupla está agora com um novo projeto, o “Lobos da Viola”. O grave inconfundível de Guilherme e a precisão da voz de João Paulo são a grande marca do trabalho. O novo CD está repleto de participações especiais como Rio Negro e Solimões, Felipe & Falcão, Glaydson Rodrigues e Carreiro & Capataz.

A dupla pretende atingir todos os públicos que curtem sertanejo com um trabalho feito com muita dedicação e produção própria.

O título Lobos da Viola veio de forma enigmática. A dupla se apresentou no Paraguai e, enquanto recebia os fãs, uma cigana se aproximou e disse: “Sus voces tienem el encanto del aullido del lobo malo” (suas vozes têm o charme do uivado de um lobo mau). A frase surgiu como uma previsão, algum tempo mais tarde. Pensando em um novo título do CD, a ideia renasceu relembrando a fala da paraguaia.

compartilhe o post

Comente Pelo Facebook