Blog

Nossa homenagem a José Rico, o garganta de ouro

Música
03.03.2015

Todos foram pegos de surpresa nesta terça-feira (03) quando foi anunciado no facebook oficial da dupla Milionário e José Rico, o falecimento, aos 68 anos, de José Rico, de infarto.

“ É com muita dor no coração e profunda tristeza que comunicamos o falecimento do nosso ídolo José Rico.”

José Rico Alves dos Santos foi internado na terça-feira (03), em Americana, com complicações no coração, rins e joelho e não resistiu.

A dupla Milionário e José Rico, apesar de não está nos holofotes, continuava a fazer sucesso pelo interior do país, com uma média de 170 shows por ano. Um dos últimos registros da dupla, que vendeu 35 milhões de discos em 43 anos de carreira, é uma participação no DVD ainda inédito de Victor e Leo, gravado no dia 29 de janeiro, em São Paulo. Na ocasião, a dupla cantou a música “Estrada Vermelha”, composta por Victor.

José Rico era casado com Berenice Martins Alves dos Santos, e tinha dois filhos gêmeos, Samy e Sara.

As gargantas de ouro do Brasil
José Alves dos Santos, de nome artístico José Rico, nasceu em São José do Belmonte (PE), em 20 de junho de 1946. Ele também já morou no Paraná e em São Paulo, onde conheceu o companheiro de dupla Milionário (Romeu Januário de Matos). O duo ficou conhecido como “gargantas de ouro”.

A dupla foi formada no início dos anos 70, começou a tocar em circos no interior do país, e foi ganhando popularidade. Milionário & José Rico se consolidaram nos anos 80 como uma das duplas mais importantes da música sertaneja brasileira.

José Rico é o responsável pela dupla ter apostado em música sertaneja diferenciada, com influência de sonoridades paraguaia, mexicana, gaúcha e cigana. Harpa e sanfona também fazem parte dos sucessos de Milionário e José Rico, que são conhecidos como “As Gargantas de Ouro do Brasil”.

Entre os sucessos de Milionário e José Rico estão músicas como “Jogo de Amor”, “De Longe Também se Ama”, “O Tropeiro”, “Amor Dividido” e especialmente a canção rancheira “Estrada da Vida”, que vendeu mais de dois milhões de cópias e deu origem ao roteiro do filme homônimo, dirigido por Nelson Pereira dos Santos.

Em 1991, após a gravação do vigésimo disco, a dupla anunciou a separação. Milionário se juntou a Mathias, da dupla com Matogrosso. José Rico tentou carreira solo, mas sem sucesso. O retorno aconteceu em 1994.

“Mas o tempo cercou minha estrada e o cansaço me dominou, minhas vistas se escureceram e o final desta vida chegou.”

Fotos da dupla Milionário e José Rico

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

milionario e josé rico

milionário e josé rico

milionário e josé rico (2)

 

 

compartilhe o post

Comente Pelo Facebook