Blog

Heeler, o cão boiadeiro preferido dos fazendeiros

Country Life
25.03.2015

Apesar de ainda pouco conhecido, o heeler é o “queridinho” dos fazendeiros de todo o Brasil, conhecido como cão boiadeiro por fazer bem o trabalho de tocar o gado e reunir o rebanho. Por ter bastante energia, a raça se dá bem com donos que gostam de atividade física, caminhadas e cavalgadas. O Tião, cão boiadeiro de Douglas Milagres, de Araxá (MG), adora acompanhar o dono durante as pescas e também pastorear.

Tião representa sua raça, é versátil e inteligente. Segundo Stanley Coren em seu livro “A Inteligência dos Cães”, os blue heeler estão em 10º no ranking de inteligência.

Com pessoas estranhas são reservados, mas não demonstram agressividade. Já com seus donos, são extremamente devotados. “O Tião é muito agitado e não tem medo de defender seu dono”, diz Douglas. Mas, é preciso transmitir liderança para esse cão sob o risco de se tornar insubordinado.

O heeler se relaciona bem com outros animais e com crianças, mas não se deve esquecer que são animais de pastoreio, portanto tendem a encarar as crianças e os demais animais como seres a serem pastoreados.

douglas com seu cachorroDouglas com seu blue heeler Tião

“O Tião tem comportamento de uma criança, gosta de implicar e faz bagunça para chamar atenção, mas é muito protetor”, declara seu dono.

Quem também adora a raça é o médico veterinário Palmer Sampaio que está agora com alguns filhotes. Uma característica curiosa entre os filhotes de Cão Boiadeiro, é que todos nascem brancos, somente com as demarcações pretas e só adquirem pigmentação ao longo da idade.

blue heeler bebe

 

filhotes blue heeler de Palmer_Sampaio

 

Fivela “heeler”

fivela blue heeler

Treinamento

Segundo o criador do site Cão Boiadeiro, o médico veterinário Arthur César Ferreira, os  Heelers têm grande interesse em atividades, o que facilita o processo de treinamento. O treinamento básico de obediência é fazê-lo saber quem manda. Se o cão tiver afeição, melhor, pois fará as coisas certas somente para agradar seu treinador, aceitando como recompensa apenas um carinho ou afago.

O treinamento, que começa aos doze meses, consiste em fazer a parceria com o cão. Antes de se iniciar o trabalho com o rebanho (qualquer que seja o cão ou o rebanho) é fundamental que o cachorro não receba o adestramento básico de obediência tradicional. Antes disso, será submetido a alguns testes para verificar suas aptidões de pastor e no máximo, será ensinado a atender ao comando “AQUI”.

vida blue heeler

De que forma?

Cada raça tem um ‘estilo’ de pastoreio. No caso do Border, os exemplares têm como principal característica de trabalho o “trazer”, ou seja, ele dá a volta e coloca naturalmente, o rebanho entre o cão e o condutor.

Já no caso do Heeler, a principal característica é de atuar como “empurrador”, ou seja, ele se coloca naturalmente voltado para o rebanho e de costas para o condutor.

 

O adestramento consiste em colocar “comando” nos movimentos naturais destes cães para que, sob a ordem do condutor o cão leve o rebanho ao lugar desejado, não importando se empurrando ou trazendo.

Os cães devem ser ensinados a executar os movimentos básicos: cercar o rebanho no sentido horário e anti-horário, deitar, parar, andar, morder. Para que o cão execute corretamente cada um desses comandos há a necessidade de um intensivo treinamento não apenas do cão, mas também de seu condutor, já que é fundamental que ambos saibam exatamente o seu papel durante a jornada de trabalho.

História

O Boiadeiro Australiano, também conhecido como Australian Cattle Dog, Queensland Heeler, Blue Heeler e Red Heeler, é uma raça de médio porte, oriunda da Austrália, sendo resultado do cruzamento de diversas raças.

Foi no início do século XIX que começou a ser formada. Os cães da raça Smithfield não suportavam o trabalho na Austrália devido ao calor. Era necessário um cão que suportasse percorrer longas distâncias por um terreno difícil sob sol forte e controlasse o gado sem latir.

foto @palmer_sampaio

Nesta época, os cães Smithfield foram cruzados com os da raça Dingo (cão nativo australiano), resultando em um animal agressivo, o que gerou dificuldades para o trabalho com o gado. Então, um fazendeiro chamado Thomas Hall importou um casal de Collies de pelo curto e cruzou esta raça com os descendentes do cruzamento do SmithfiQualeld com o Dingo, resultando em animais corajosos, inteligentes, que não latiam e pegavam no calcanhar do gado para que este se movesse. Todavia, existia uma característica que devia ser melhorada: o mesmo instinto que levava essa raça a morder o calcanhar do gado fazia com que esses cães mordessem o boleto dos cavalos, fazendo com que os equinos derrubassem seu cavaleiro. Deste modo, esses cães foram cruzados com Dálmatas, raça conhecida pelo seu amor aos cavalos, melhorando não só o relacionamento deles com os cavalos, mas também com os homens.

A raça Bull Terrier também contribuiu para a formação do Boiadeiro Australiano. No entanto, não se conhece a quantidade de sangue que foi utilizada. Acredita-se também que o Kelpi tenha sido incorporado à raça.

raça blue heeler

 

CONHEÇA MAIS:

PERSONALIDADE | São extremamente fiéis aos seus donos e rústicos fisicamente. Considerada uma das 10 raças mais inteligentes do mundo.

LONGEVIDADE | 15 a 20 anos.

TAMANHO | 15 a 20 quilos.

CUIDADOS | Pela rusticidade da raça, não exigem cuidados especiais com a pelagem, sendo mantidos facilmente sem odor ou sujeira com um banho e escovação semanal.

ESPAÇO | Necessitam de espaços grandes. Cães desta raça não devem ser mantidos presos e nunca devem ser criados em apartamentos.

SAÚDE | Tem predisposição a doenças genéticas como: atrofia progressiva da retina, surdez congênita ou luxação de patela – quando expostos a grande carga de trabalho. Mas dificilmente ficam doentes.

SOCIABILIDADE | Muito tranquilos e dóceis, por isso se adaptam com qualquer outra raça ou até mesmo com outras espécies. Basta uma educação do proprietário quando filhote.

PREÇO | Varia de R$ 350 até R$ 1.200 com Pedigree.

Se você curte a raça blue heeler, há páginas nas redes sociais dedicadas apenas a ela. Confira:

Facebook

https://www.facebook.com/BlueHellerBoiadeiroAustralianoOficial?fref=ts

https://www.facebook.com/boiadeiroaustralianoblueheeler?fref=ts

Instagram

@heelerclub

Fotos: @douglasmilagres e @palmer_sampaio

compartilhe o post

Comente Pelo Facebook