Blog

Lettícia Pessim, de 14 anos, é campeã da prova de tambores em Barretos

Esporte / Mundo Country
30.08.2017

Com apenas 14 anos, Letticia Passim conquistou o que todas as competidoras da prova de tambores sonham, ser campeã em Barretos. Disputando com as melhores do país, a goiana de Rio Verde brilhou na arena no último dia da festa do peão.

Lettícia é jovem, mas isso não a impediu de se destacar. Sua história com a prova de tambores começou quando tinha apenas oito anos. Ela sequer tinha contato com os cavalos antes disso. “Tudo começou com a influência de uma colega de sala, 6 anos atrás, ela parou e eu continuei” conta a campeã.

prova de tambores

Foto: Donisete Reis

Logo de início a pequena amazona já começou a sentir as dificuldades do esporte. “Meus cavalos eram bravos e eu muito pequena”, ela lembra.  A prova de tambores exige muito preparo, dedicação e treino. Ainda criança, Lettícia teve que aprender muito com os animais e com as outras amazonas. “Eu aprendi a perder e a persistir. Também aprendi observar o erro das outras competidoras e tentar não errar como elas”, diz.

Orgulho para os pais, ela sempre teve o apoio deles. “Minha família sempre me apoiou, eles são apaixonados pelo esporte assim como eu!”. Entre os amigos as fivelas de Lettícia fazem sucesso, “meus amigos gostam do esporte e acharam super legal a ideia de eu ser a atual campeã de Barretos”.

prova de tambores

Campeã da prova de tambores

As primeiras conquistas de Lettícia aconteceram em provas menores, na cidade de Rio Verde, que tem tradição no rodeio. “Eu ficava muito nervosa quando ia competir e acabava errando. O nervosismo me atrapalha bastante”.

Das pequenas provas para a maior arena da América Latina, Lettícia deixou o medo para trás. Nem a competição com nomes reconhecidos no esporte, como Fatiana Ferreira e Caroline Rugolo, interferiram no resultado final. “As outras competidoras tinham muito mais experiência que eu. Por incrível que pareça não rolou nervosismo, estava muito feliz só de estar na final!”

prova de tamboresEstar no Barretão é uma conquista para qualquer uma. Os erros e dificuldades fazem parte da prova de tambores. “Foi muito emocionante e difícil. Na classificatória escorregamos no 2º tambor e perdemos um pouco de tempo, já na final tudo ocorreu como esperávamos, graças à Deus”. E o que mais encanta Lettícia no esporte é justamente isso, a emoção! “Gosto quando os locutores colocam pressão no competidor, isso dá mais emoção na prova”.

O prêmio

Além da fivela de campeã, Lettícia recebeu o prêmio de 15 mil reais. A atitude da jovem foi tão bonita quanto sua prova. Mesmo sendo tão nova, a campeã deu um show de solidariedade. Ela doou 20% do valor. “Doei parte do prêmio para o Hospital de Câncer de Barretos porque a minha bisavó, quando estava doente, ficou lá.  Eles a trataram muito bem, decidi retribuir o gesto”.

prova de tamboresQuanto ao resto do prêmio, Lettícia pretende guardar e ir gastando aos poucos, com sua égua, investindo ainda no seu futuro no esporte.

A rotina de Lettícia se divide entre os treinos e a escola. “Treino de segunda-feira à quinta-feira, em média 3 horas por dia”. Desde dezembro de 2016 ela tem treinado com a alazã Designer Buena 5T. Ela sonha em ter a maior pontuação do ano e fazer com que sua égua seja a mais pontuada também.

Os sonhos da jovem não param por aí. Ela ainda tem o objetivo de um dia poder competir nos Estados Unidos.

prova de tambores

Foto: Donisete Reis

E se você também sonha em competir na prova dos tambores, Lettícia manda um conselho, “nunca desistam desse esporte e que tentem se superar a cada prova”.

Veja também:

Conheça as regras e a origem dos três tambores

Foto destaque:  Donisete Reis

compartilhe o post

Comente Pelo Facebook