Blog

Entrevista com o tricampeão e milionário da montaria em touro, Silvano Alves

Country Life
07.04.2015

Silvano Alves, 26, tenta este ano o tetracampeonato da liga PBR (Professional Bull Riders), um dos mais renomados do setor. O campeão de Pilar do Sul, a 30 km de Sorocaba, é mais reconhecido nos Estados Unidos, onde permanece a maior parte do ano e onde já acumulou cerca de R$ 10 milhões com a montaria em touros.

Atualmente, Silvano mora com a esposa Evelyn Goes e os filhos Raniele e Eduardo em um rancho em Decatur, no Estado do Texas. Na propriedade particular de 12 acres (cerca de 5 hectares), o brasileiro conta com uma pista para praticar. O tricampeão treina com touros e cavalos, mas não tem equipe técnica particular, treina apenas com a ajuda da família e dos amigos.

Mesmo de personalidade tímida e um pouco reservado,  Silvano nos concedeu esta entrevista onde fala de sua rotina e do que realmente importa para ele:

Brasil Cowboy: Como é um dia da sua vida nos Estados Unidos?

Silvano Alves: Viajo bastante quando estou competindo. Preciso descansar bem antes de encarar rodovia ou até mesmo pegar um avião, para chegar focado à etapa. Isso faz com que eu me cuide bastante, estude os touros que vou encarar, e me preparo para a disputa. Muitas vezes temos agenda lotada, gravando comerciais ou sessão de fotos publicitárias, coletivas de imprensa, entrevistas, contato com fãs e muito treinamento. Quando estou com tempo, dedico totalmente à minha família.

Brasil Cowboy: Qual seu maior desafio nos Estados Unidos?

Silvano Alves: Falar o inglês foi o principal. Tive algumas dificuldades devido à língua. A minha sorte foi contar com amigos que já falavam bem.

Brasil Cowboy: Quanto tempo fica nos Estados Unidos e quanto tempo no Brasil?

Silvano Alves: Fico nos Estados Unidos a maior parte do ano, já que a temporada começa em janeiro e termina em outubro. Volto ao Brasil geralmente no verão americano, de maio a julho. Quando posso também visito amigos e familiares durante minhas férias, em dezembro.

Brasil Cowboy: Como é seu treinamento nos Estados Unidos?

Silvano Alves: Eu não sou muito adepto de academias, mas costumo fazer alguns exercícios em casa ou com fisioterapeutas. Quando posso, treino com touros em minha fazenda ou na de amigos.

Brasil Cowboy: Como está o campeonato dos Estados Unidos Unidos? Teremos o tetra?

Silvano Alves: Bem concorrido. Tivemos algumas mudanças no sistema de pontos e isso permitiu acirrar ainda mais a busca pelos pontos. Estou focado e dando o máximo. Se vier o tetra, ficarei muito feliz. Mas torço para que o título fique com os brasileiros.

Brasil Cowboy: Quanto você já ganhou em todos os campeonatos que participou?

Silvano Alves: Não costumo elencar os valores que ganhei. Segundo a própria PBR, passa dos 10 milhões de reais.

Montaria em touro

Brasil Cowboy: Como investe seu dinheiro?

Silvano Alves: Procuro guardar meu dinheiro de forma correta e sempre pensando no futuro, especialmente dos meus filhos.

Brasil Cowboy: Qual foi o boi mais difícil de montar?

Silvano Alves: Asteroid, da Circle T. Ranch, um dos mais famosos e duros do mundo. Inclusive, conquistei meu terceiro título ao vencê-lo na final. Foi um sonho realizado.

Brasil Cowboy: Qual seu ídolo?

Silvano Alves: O competidor Fabrício Alves.

Brasil Cowboy: O que você espera de sua carreira nos próximos anos?

Silvano Alves: Quero continuar montando e tendo bons resultados.

bull riding

Brasil Cowboy: O que faz quando está longe das montarias e das arenas?

Silvano Alves: Procuro passar o tempo com minha família, sair com eles, brincar com meus filhos.

Brasil Cowboy: Qual é a maior riqueza de sua vida?

Silvano Alves: Sem dúvidas minha família, especialmente meus filhos. Sem eles não me tornaria o homem que sou hoje.

 

LEIA TAMBÉM:

História da montaria em touro

compartilhe o post

Comente Pelo Facebook