Blog

Entrevista com o campeão de Laço Comprido Manoel Viégas

Country Life
22.01.2015

Manoel Viégas nasceu em Corumbá (MS), em 1961, onde morou até os 13 anos. Depois, como funcionário e Capitão de fazenda foi trabalhar em outras regiões como Bela Vista e Camapuã. Há treze anos, o campeão do laço comprido, vive em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

Brasil Cowboy: Com quantos anos começou a laçar?

Manoel Viégas: Tinha 25 anos quando comecei com o laço comprido em Camapuã, por incentivo da família Rodrigues. De primeira, já ganhei o primeiro prêmio individual.

Brasil Cowboy: Quantos títulos você tem?

Manoel Viégas: Hoje, tenho 27 títulos da Federação, sem contar os outros. Nestes anos todos, foram muitas premiações. Já ganhei carro, moto e bicicleta só no laço em vários lugares, São Paulo, Cuiabá, Coxim, Campo Grande. No CLC (Circuito de Laço Comprido) ganhei duas montanas na equipe e uma na dupla.

Brasil Cowboy: Qual é o segredo do laço comprido?

Manoel Viégas: Ter um bom cavalo, treinar, ser sério no que faz e oportunidade. Se treinar certinho e tiver vocação, vai embora. Tem gente que pratica mais por esporte, mas para muitos é o ganha pão de cada dia.

Brasil Cowboy: O seu cavalo, então, é Top?

Manoel Viégas: É a égua “Baixinha”, minha companheira de laço há alguns anos. O animal precisa ser bem treinado, o que já representa 70% da laçada, mas treinar o animal para ser bom de laço é difícil. É necessário no mínimo 1 ano para começar e para ser bom mesmo e ser de confiança, vão de 4 a 6 anos.

Brasil Cowboy: O que costuma fazer aos finais de semana?

Manoel Viégas: Costumo participar das festas de laço comprido para competir. Se laço no sábado, já volto para casa no domingo. Se não tiver competições, fico cuidando dos animais e treinando.

Brasil Cowboy: Hoje o senhor trabalha com o quê, além de praticar o laço comprido?

Manoel Viégas: Hoje eu tenho o Rancho Carapé, que funciona como hotel para cavalo. As pessoas deixam para eu cuidar quando vão viajar ou para eu fazer o treinamento. Há épocas que chego a receber até 40 cavalos para cuidar e treinar.

Brasil Cowboy: Onde fica o Rancho Carapé?

Manoel Viégas: Três Barras, zona rural de Campo Grande, próximo a Fazenda Bom Jardim,  na saída para São Paulo.

Brasil Cowboy: O senhor tem filhos?

Manoel Viégas: Sou casado há 22 anos e tenho dois filhos, o Zózimo Viégas, de 22 anos, e a Graciela Viégas. Eles também laçam como o pai.

Brasil Cowboy: Quais marcas o senhor costuma usar?

Manoel Viégas: Gosto das calças King30X, a fivela eu mando fazer com minha marca e gosto das botas da Goyazes, de avestruz, de jacaré…

Fotos:  Federação de Clubes de Laço de MS

laço comprido federação

 

Leia também:

Laço Comprido: dicas e técnicas desta prova de rodeios

 

 

compartilhe o post

Comente Pelo Facebook